quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Como estudar para concursos públicos - continuação

Dando continuidade ao post Como iniciar os estudos para concursos públicos, seguem minhas considerações sobre alguns pontos importantes que ficaram pendentes.

Qual material usar?


Começo frisando que você NÃO deve utilizar material acadêmico para concursos públicos. 

Dê preferência a materiais específicos, com a teoria resumida e direta. No começo dos estudos eu usava muitos livros, tinha pelo menos uns 2 para cada matéria. Com o tempo fui percebendo que na maioria dos casos é perda de tempo, passei a dar preferência aos cursos em PDF específicos para cada cargo, elaborados por professores especialistas.

Recomendo ponto dos concursos e estratégia concursos. Os preços estão meio absurdos, mas garanto que valem a pena. Tente pegar as aulas demonstrativas de cada matéria e veja se você se adapta. Alguns têm uma garantia de satisfação, se não gostar pode pedir devolução do valor em 30 dias.

Eu vou confessar, tinha costume de comprar os materiais de rateios, pois achava absurdo os caras cobrarem R$1.000 por alguns PDF. Só comprava direto dos sites as matérias mais complicadas, pois assim tinha a opção de tirar duvida com os professores nos fóruns dos sites (nem sei se ainda existe isso).

Bom, superada a questão do material escrito, recomendo com todas as forças que você assine um sistema de questões comentadas. Recomendo os sites tecconcursos e qconcursos. Ambos são baratos e cada um tem suas vantagens e desvantagens. Eu sempre mantinha a assinatura dos dois e ia alternando.

Após ter uma noção média das matérias, recomendo focar os estudos na resolução de questões. Quando for atingindo um nível mais alto, fique só nas revisões-questões, lembre, para ser aprovado você só precisa saber acertar questões.

Quais as matérias básicas?


Depende da área que você escolher. No geral, para os concursos mais visados da esfera federal, podemos elencar as seguintes como estando presentes na maioria:

Gerais (comuns a todas as áreas):

Português
Direito Constitucional
Direito Administrativo
Informática
Raciocínio Lógico
Atualidades

Área Administrativa:

Administração Geral e Pública
Gestão de Pessoas
Administração/Gestão de Materiais
Administração Financeira e Orçamentária - AFO


Se for área policial:
Direito penal e processual penal (e legislação penal - lei de drogas, ECA, Estatuto do Desarmamento etc.)


Qual o melhor local de estudo?


Eu nunca gostei de estudar em bibliotecas, mas você precisa ter um lugar confortável e silencioso para estudar. Se na sua casa mora gente barulhenta e que fica interrompendo, o ideal é procurar outro lugar, uma biblioteca pública, por exemplo.

Se não tem um silêncio bacana por conta de vizinhos ou barulho da rua, recomendo utilizar um abafador de ruídos tipo Plug, em lojas de material de construção você encontra por menos de R$5.


Quantas horas de estudo por dia eu preciso para ser aprovado?


Esse é dos maiores mitos do mundo dos concursos. Nos fóruns é comum vermos gente dizendo que estuda 14 horas por dia há 10 anos para o concurso X e então você conclui que não tem a menor chance de aprovação, disputando contra gente assim.

Bom, isso pra mim é mentira. Ninguém consegue estudar de forma eficaz por tantas horas, o cérebro tem uma capacidade limitada de retenção e de concentração, com esse nível de esforço em menos de 1 mês você entra em colapso.

Para um iniciante, na fase pré-edital, o ideal é tentar estudar pelo menos por 3 períodos de 50 minutos por dia. Estuda 50 (totalmente focado, sem parar nem para esticar as pernas), descansa 10. Nesse intervalo de 10 minutos você vai ao banheiro, dá uma circulada pela casa (faça o corpo despertar);

Para nível intermediário, inclusive pós-edital, tente fazer uns 6 ciclos desse e tá bom. Mais que isso só no período pré-prova (tipo um mês antes).

No início pode ficar o final de semana sem estudar, mas a partir do nível intermediário recomendo estudar pelo menos um dia do final de semana (sábado ou domingo).

Recomendo não estudar ininterruptamente, tire pelo menos um dia de folga a cada semana. Se está com muito conteúdo acumulado no pré-prova, descanse pelo menos um dia a cada duas semanas.

Estudar e trabalhar ou só estudar?


Aqui depende da sua sorte. Se alguém vai te bancar (pais, irmãos, cônjuge etc.) e não vai ficar te cobrando, e nem você vai ficar desesperado para passar logo, pode ser uma enorme vantagem, talvez você consiga aumentar a carga de estudo em uns 40% sem maiores dificuldades.

Se você já trabalha, tem responsabilidades financeiras e tal, não recomendo parar de estudar para se dedicar aos estudos. A cobrança autoimposta, aliada à necessidade de ser aprovado logo, só vai te ferrar psicologicamente. Esteja preparado para uma maratona de estudos, não um tiro curto de 100 metros!

Já vi muito isso, pessoas muito bem preparadas, com uma enorme carga de estudos, mas que não conseguem a aprovação simplesmente porque estão sob muita pressão. O Usain Bolt não consegue correr uma maratona no mesmo ritmo dos 100 metros, pessoal.

Precisa ser um gênio ou nerd dentuço?


Não, um blogueiro burro como eu conseguiu. Falo com toda certeza, não precisa ser nerd ou gênio para ser aprovado. Olhando meus colegas de trabalho, também aprovados em concursos, nenhum deles tem uma inteligência muito acima da média. Alguns são até meio "limitados", por assim dizer.

Para ser aprovado em concurso você precisa estudar, estudar mais, persistir, insistir e não desistir. Estudar com afinco e fazer prova até passar. 

Nesse campo os medianos perseverantes têm muito mais chance que os talentosos relapsos.

Se entrar um governo de direita, vão acabar os concursos e privatizar o tudo?


Talvez sim, mas provavelmente não. O serviço público está cada vez menos atraente, a aposentadoria fica mais rigorosa e menos vagas em concursos cada vez mais disputados. Essa é a realidade.

Porém, a meu ver, o serviço público ainda é uma ÓTIMA opção para alguém sem muita perspectiva na vida, principalmente se você for pobre, não muito talentoso para empreender e sem QI (quem indica) para a iniciativa privada.

Não se iluda achando que com um canudo de um bom curso de uma boa universidade você vai conseguir um ótimo emprego numa empresa multinacional foda. Não vai, o filho idiota e puxa saco do amigo do gerentinho tetudo vai ocupar seu lugar e ganhar as promoções.

Agora se você tem um perfil empreendedor, não suporta rotina e burocracia, talvez seja melhor abrir uma birosca na esquina e ficar rico de uma vez. Não esqueça de pagar os impostos certinho, meu salário depende disso, cara!

Bom, respondi os tópicos que eu havia prometido na primeira publicação. Se quiser saber mais alguma coisa pergunte aí.

Por último, gostaria de recomendar o fodendo material do alex meirelles com dicas de métodos de estudo. Se você ficar com preguiça de ler isso aí porque é muito grande, pode desistir dessa vida, os concursos não são para você. 

Estou reunindo forças para voltar a estudar, dessa vez para os cargos TOP da área fiscal e Tribunais de Contas (salário acima de 20k). Se eu voltar mesmo, vou priorizar os posts sobre dicas de estudo, questões comentadas, recomendação de materiais etc..

Abraço!

25 comentários:

  1. Legal IC. Eu também sou concursado e miro a IF como plano B. No plano A ainda quero um cargo melhor, agora na área jurídica, pois no executivo já atingi o topo pela carreira fiscal. Esse ano completo os 3 anos de atividade jurídica, mas, agora, que casei e com 2 filhos, está cada vez mais difícil dispor de tempo. Afinal, concurso é muita renúncia, muito não que se fala para ir à busca de um sonho. Vamos ver se consigo comprometer-me novamente. E você, mira outro concurso ou pretende ir acumulando patrimônio e depois sair?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Ricardo, qual ente? Também sou Auditor Fiscal e comecei o Direito após a posse. Me formo em breve e já comecei a minha preparação para os grandes cargos jurídicos. Inicialmente talvez eu comece com uma advocacia pública (uma transição natural de alguém oriundo da área fiscal) para, aí então com os 3 anos de prática, focar em Magis Federal ou MPF. Concordo que concurso é muita renúncia, mas tenho adorado cada momento que passo no Direito. Também sou casado e pai de uma linda menina, o que dificulta sobremaneira as coisas, mas também dá um grande incentivo.

      ass: AFR

      Excluir
    2. Fala, Ricardo. Bem-vindo.

      Massa demais, carreira fiscal é top. Meu futuro alvo. Será que a carreira jurídica vai agregar tanto assim pra valer o esfoço?

      Por enquanto eu vou aportando pra ter uma tranquilidade financeira, futuramente pretendo sim fazer algum concurso TOP, miro Auditor da Receita, mas qualquer um que pague mais de 20k é bem-vindo, acho que daqui uns 2 anos eu chego nesse valor aqui no judiciário, mas o final de carreira não passa muito disso. Na receita o final tá na casa dos 30k, certo?

      Abraço!

      AFR, cara, eu acho que vc vai contar aqui nos comentário do blog sua aprovação em algum cargo jurídico.

      Valeu

      Excluir
    3. Quanto ganha líquido um analista formado em administração, considerando proventos + benefícios aí no tribunal que vc trabalha?

      Excluir
    4. Todos os analistas, de qualquer formação, recebem o mesmo salário, só oficiais de jutiça que ganham uma gratificação extra, a GAE, de uns 1,8k brutos no início da carreira.

      Atualmente eu ganho uns 11k líquidos.

      Excluir
  2. Top! Estava ansioso pela continuação desse post, que venho a terceira parte.

    ResponderExcluir
  3. Boa IC, acho que vai ajudar bastante o pessoal que pensa em prestar concurso.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Fala IC! Muito bom post para ajudar a galera, preciso fazer algum post ou falar sobre minha experiência com concursos no meu podcast, experiência de cada um ajuda bastante! Um abraço!

    ResponderExcluir
  5. não conhecia o blog.
    estudei durante muiiiitos anos sem conseguir uma misera aprovação. o problema é quando comecei a me interessar lá pelo meus 30 anos, meu salario na iniciativa privada já estava maior que analista da receita. Então meu foco (ja que tenho familia) eram os concursos para fiscais de renda ou tribunais de conta. Cara, bati na trave algumas vezes, trave mesmo,....tipo ICMS PA era mínimo por matéria, e não fiz o mínimo em tributario. eram 100 vagas e só teve 61 aprovados. Por uma questão não entrei....depois fui fazer pós graduação as coisas melhoraram na empresa e acabei ficando na iniciativa privada. Mas é aquele negócio, vc vai ficando velho, não tem mais pique pra de vez em quando trabalhar até mais tarde. A sombra do desemprego sempre aparece, principalmente nesses anos de crise. Enfim...voltando a avaliar tudo isso. Hoje com mais de 40 anos preciso ver se compensa. Ano passado um amigo com 47 foi chamado para Sefaz MS se não me engano. Concurso que ele prestou em 2015 e foi chamado em 2018.

    Obs: ganhar menos de 15k (bruto) hoje pra mim é perder receita!!

    bom saber que nesse blog além de investimentos fala de concurso tb. começar a frequentar e interagir

    Abç

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala, Sspov. Seja bem-vindo.

      Entendo sua condição. Esses concursos TOP pra ser aprovado logo de cara demandam mais tempo de estudo, principalmente quando se tem família e um emprego puxado na iniciativa privada.

      Junto comigo entrou um cara que trabalhava como engenheiro de TI e ganhava o dobro, disse que não aguentava mais o pique e tá todo feliz da vida. Como ele é um cara bem foda, já arrumou uma CJ de quase 10 conto (cargo de confiança do judiciário) e tá ganhando a mesma coisa que antes, porém com férias, trabalhando 7 horas, recesso e feriados.

      Também estou avaliando estudar para a área fiscal, fica de olho aí que em breve devo trazer novidade quanto a isso.

      Abraço e obrigado por prestigiar.

      Excluir
  6. Boa ideia de texto Invest.concurs.! E bom texto!
    Estou começando uma trajetória de estudo para prova de residência médica - faço em 3 anos.
    Vou acompanhar suas dicas ao longo desse caminho.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Não sei se conhece mais gosto muito do site www.gabarite.com.br, tem um bom sistema de questões e simulados por lá. É grátis, pra quem não tem condições de gastar, tá ai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. edita aí o mais para mas. rs

      Excluir
    2. Olá, Ana. Não conhecia esse site, fiz o cadastro e arrisquei alguns simulados, a proposta é bem bacana e ajuda quem realmente tá mal de grana.

      Porém os sites tecconcursos e qconcurssos por serem mais antigos possuem uma base muito maior de questões com comentários de usuários e professores. Ainda acho que é um investimento que vale muito a pena.

      Infelizmente não consigo editar comentários, apenas excluí-los. Melhor errar aqui do que na prova kkk

      Abraço

      Excluir
  9. Já prestou algum concurso municipal desses que só exigem ensino médio? Sabe se vale a pena? Qual a média de corte geralmente? Abraço!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala, Creator.

      Nunca prestei concurso municipal, meu foco sempre foram os federais. Vale a pena se vc não ganha bem ou é desempregado e não tem nada melhor em vistas como primeira fonte de renda etc.

      Serve muito bem para aplicar a técnica da escadinha, entra num municipal de baixa concorrência, sai do sufoco de não ter grana, continua estudando e vai passando em concursos melhores.

      Nota de corte é algo sem importância. Geralmente os concursos municipais são bem mais fáceis de passar, pois os salários e os atrativos são menores em comparação aos estaduais e os federais.

      O blog do astronauta tem bastante coisa sobre concursos municipais:

      http://carreiradeconcurseiro.blogspot.com/

      Abraço!

      Excluir

Seu comentário é bem-vindo e sua opinião será respeitada.

Para tanto, peço que respeite a mim e aos demais comentaristas, evite floodar e fazer qualquer tipo de comentário que possa prejudicar alguém.

Não me responsabilizo pelos comentários de terceiros.