quarta-feira, 16 de maio de 2018

A tara da esquerda em defender bandidos

Fala, pessoal.

Post rápido só para comentar uma coisa que inundou as redes sociais nos últimos dias. Creio que todos assistiram ao vídeo de uma policial militar que reagiu a um assalto na porta de uma escola (onde havia várias mulheres e crianças) e acabou matando o assaltante.

Assista ao vídeo. Aviso: contém cenas emocionantes de um ladrão agendando horário com o capeta.

Pois bem, infelizmente é uma cena comum no Brasil. Os bandidos estão dominando o país, a insegurança é generalizada. Já tivemos colegas da finansfera vítimas desses vermes e creio que todos conhecemos alguém que já foi vítima também.

Vários esquerdistas se manifestaram sobre o ocorrido. Obviamente, a maioria condenando a reação da PM e lamentando a morte do ladrão. Até feministas eu vi se manifestando nesse sentido.

Vejam o que o vereador Guinho, do PT de Alfenas-MG, falou sobre o caso. Alô, mineiros! Parem de eleger esses vermes, pelo amor de Deus!!!

Têm inúmeros exemplos, mas vou ficar só nesse aí porque me dá ânsia de vômito assistir esses safados defendendo essa escória.

Que loucura é essa? Esse povo não tem vergonha na cara? Será que fazem isso somente para provocar nossa fúria? Estou indignado com isso. Essa inversão de valores é insuportável.

E isso provavelmente porque a policial é branca e o bandido, negro. Mas o que importa a cor da pele do sujeito? ELE É LADRÃO, PORRA! Ele apontou uma arma para um grupo de mulheres e crianças. Esse sujeito é como uma célula cancerígena, que se não for excluída do organismo, vai destruí-lo ou pelo menos tentar, é só questão de tempo.

Qual recuperação um sujeito desses tem? Ultimamente eu não tenho gastado energia discutindo essas coisas, evito ao máximo. Mas essa história me deixou mais furioso do que de costume.

Sabe o que acontece com o policial quando o bandido descobre que ele é agente da lei, mesmo que não haja reação? Isso.

Bom, é isso. O que você achou da ação da PM? Ela é uma heroína, sim, claro ou com certeza?

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Atualização patrimonial abril de 2018 - R$ 83.663,36 (-57,22%)

Olá!

Segue a atualização referente ao mês de abril de 2018.

Investidor Concursado faliu?

Neste mês não aportei nada no patrimônio de dinheiro novo, somente reinvesti os proventos. Aportei em mais algumas ações da KROT3, que continua em queda livre (como quase tudo na renda variável nestes últimos dias, aliás kkk).

Além disso, houve a retirada de uma boa grana para a aquisição de um novo passivo devorador de patrimônio e eliminador do sonho da IF: carro.

Mas sem grilo, este gasto está sendo procrastinado há algum tempo. Após a aquisição, devo vender o meu atual populixo e a grana apurada retornará ao patrimônio (não deve ser lá grande coisa, uns R$ 10k ou pouco mais - sim, é um legítimo populixo).

quinta-feira, 3 de maio de 2018

Acompanhamento das metas - abril de 2018

Olá, amigos. É chegada a hora de mais uma "prestação de contas" das metas de 2018.

Mais uma vez, tive compromissos familiares que impactaram nas metas. Neste mês espero que tudo se resolva e a partir de junho eu não tenha mais "desculpas".

terça-feira, 17 de abril de 2018

Não é uma vida ruim, apenas um momento difícil

Todos nós passamos por inúmeras dificuldades ao longo das nossas vidas. Às vezes, os problemas nos sufocam e parece que não teremos força para superá-los.

São problemas dos mais variados. Desemprego, doenças, fatalidades com entes queridos, solidão, medos, ou simplesmente azar. Quando estamos nesses momentos, parece que não há solução, nosso destino é sofrer. Fomos selecionados por alguma força maligna do Universo para pagar pelos pecados que nem sequer cometemos.

É importante lembrar que tudo passa. Amanhã o sol vai nascer novamente. Mais ainda: você superou todos os piores dias da sua vida até aqui. Você está fazendo um bom trabalho, não desista, não desanime.

terça-feira, 10 de abril de 2018

Acompanhamento das metas - mar/2018

Fala, companheiros. Mais um acompanhamento das metas traçadas para 2018, referente ao mês de março.

Neste mês, tive novamente alguns compromissos familiares que acabaram impactando nas metas. Creio que a situação só deve ser totalmente normalizada em maio. Além disso, aproveitei o feriado prolongado da semana-santa para viajar, o que me custou praticamente uma semana útil.