terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

SMV: o que é e qual sua importância para os relacionamentos modernos?

SMV (Sex Market Value = valor no mercado sexual) trata do poder de atração de um indivíduo e sua capacidade de conseguir ou manter parceiros sexuais.

É o conceito central difundido na “manosfera” norte-americana (blogosfera dos gringos que trata do masculinismo, equivalente aos fóruns da “Real” brasileira) e melhor trabalhado por Rollo Tomassi, autor do livro ”The rational male”, em tradução livre: o macho racional.


Gráfico da curva de valor sexual, por sexo e idade


O homem tem pouco SMV até os 25 anos aproximadamente, atingindo o ápice apenas aos 38-40 anos. Nessa idade o homem está plenamente desenvolvido fisicamente, financeiramente e mentalmente. Já não é um adolescente inseguro, provavelmente já desistiu das ilusões românticas (após inúmeros traumas e rejeições) e tem alguma experiência sexual.

O fogo derrete o aço e forja a espada.

A mulher, ao contrário, tem muito SMV enquanto é bem nova, atingindo o ápice logo aos 23-25 anos, a partir de então é só "ladeira abaixo”. 

Isso se dá porque o valor sexual das mulheres é basicamente composto da aparência, a qual é mais acentuada na juventude e entra em declínio com o passar dos anos. Existem fatores biológicos que causam isso (perda de colágeno e suas consequências) e também sociais (filhos, traumas, quilometragem rodada, etc.).

É fácil perceber que existe um desencontro do SMV de homens e mulheres. Aos 35 um homem ainda é um jovem rapaz, porém a maioria das mulheres já poderá ser classificada como “coroa/milf” nessa idade.

Exceção é exemplo de burro. Claro que tem homens acabados aos 35 e mulheres em plena forma na mesma idade. São exceções, apenas.

Segundo Tomassi, há 3 fatores básicos que compõem o SMV masculino: looks, assets e game (aparência, grana e jogo sexual). Não vou perder tempo discorrendo sobre cada um, se não entender só pelas palavras, desista.

Para o autor, um homem precisa ter ao menos dois fatores, sendo game o mais essencial, pois nem muito dinheiro nem boa aparência conseguem suplantar a derrota de ter uma mente beta. 

Pois bem, o mais importante é compreender que as mulheres têm prioridades diferentes para os fatores do SMV, e estas prioridades mudam conforme a idade e, obviamente, o nível de exigência delas se altera com o passar dos anos e o aparecimento de rugas.

Aos 14-24 anos a aparência é tudo. A mulher gasta sua juventude atrás dos alfas bombados, dinheiro não faz tanta diferença, em sua maioria elas vivem às custas dos pais e não têm compromissos financeiros. O jogo também não é muito eficaz se não vier acompanhado de uma boa aparência.

Aos 25-30 anos a aparência ainda é de primeira importância, mas já se observa uma elevação da valoração do patrimônio, pois nessa idade ela provavelmente já terminou faculdade e está trabalhando, tendo de lidar com a realidade financeira do mundo. Nessa etapa a mulher, após ter tido inúmeras aventuras com alfas, vai começar a procurar um homem com potencial de ser um bom provedor futuramente.

Aos 31-35 anos a mulher solteira já começa a ter consciência que seu SVM está em franco declínio e tende a abaixar mais ainda suas exigências. A aparência cede o primeiro lugar para o patrimônio e status. Ela ainda busca um provedor e sabe que a cada ano fica mais difícil competir com as novinhas na busca por um bom partido.

Aos 35-45 anos a mulher está totalmente consciente de que passou da data de expiração no jogo sexual (palavras de Rollo). Provavelmente uma mulher solteira após essa faixa etária já atingiu um certo patamar financeiro e tende a voltar a valorizar a aparência como fator primordial (é quando as coroas começam a pegar os “novinhos”, inclusive bancando alguns). Obviamente ela ainda mantém uma esperança de, por algum milagre, encontrar um cara bonito e provedor, geralmente coroas ricos e divorciados estão na mira.


Perceba, jovem beta, que se você não tem nenhum dos 3 fatores (aparência, grana e mentalidade alfa), você é excluído do mercado sexual. 

A você só restarão as sobras. Mas, por favor, não se desespere em assumir a primeira M$OL que lhe der carinho e atenção. Se você tem menos de 40 anos, ainda há muito o que fazer. Observe pelo gráfico que o declínio do SMV masculino só fica acentuado após os 45 anos.

Tenho pouco SMV, o que eu faço, Investidor Concursado?

Leia Nessahan Alita, se desenvolva intelectual e financeiramente, cuide da sua aparência, procure um psicólogo para tratar esses traumas causados por anos de rejeição e deserto sexual e não desanime: no pior cenário, aos 50 anos você poderá encontrar uma parceira de mesma idade ou um pouco mais nova com muito mais facilidade que aos 25-30.

Do gráfico de SMV também é fácil constatar que um jovem pobre beta de 25 anos não deve se iludir idealizando relacionamentos com lindas novinhas de 20 anos, pois a lacuna de valor sexual entre eles é abissal (9-10 Vs. 3-4). Evite aumentar ainda mais seus traumas. Aceite suas limitações e adéque suas expectativas. 

Além disso, eu acho um absurdo um homem casar com menos de 30 anos. Por lei, deveria ser proibido um homem contrair matrimônio antes dos 25 anos. A ciência já confirmou que o homem só vira adulto aos 54 anos

Estou na faixa dos 30 e começa aquela fase de ver os amigos se casando. Uns com boas companheiras e alguns (maioria) assumindo cada bomba que só me resta rezar por eles, pedindo que o estrago emocional seja o menor possível.

Alguns caem nessa cilada por conta de suas carências e desertos sexuais, então a primeira submediana que lhes dá sexo com qualidade aceitável e topa ir pro shopping de mãos dadas para brincar de casalzinho já fisga o incauto. 

Como o martírio do beta é interminável, em questão de poucos anos o sexo já não terá nenhuma qualidade (na verdade não haverá sexo, este será apenas uma moeda de troca e ferramenta de controle que a mulher vai lançar mão sempre que tiver algum desejo a ser saciado), culminando com a submediana virando um enorme Jabba resmungão...

Após tomar conhecimento do SMV, cabe a você, jovem beta, buscar de alguma forma elevar o seu valor e evitar aceitar alguém com baixo valor por pura carência. Há inúmeros blogs por aí dando dicas de como fazer isso, saia da inércia e faça algo por você mesmo. 

17 comentários:

  1. Interessante, nunca tinha ouvido falar em SMV.Legal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Basicamente o mesmo conceito já difundido na real e mundo PUA.

      Excluir
    2. Valeu, AA40. Particularmente acho esse tema interessante e essencial para todos os homens, ao menos a título de curiosidade.

      Investidor Concursado

      Excluir
  2. Olá IC,

    Muito bom post. Eu já conhecia o SMV e concordo.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o post , e o SMV está totalmente certo , não há oque se discutir. Só que eu acho que tudo isso é muito teórico , na prática, as coisas são muito relativas. Quem aqui nunca viu uma mulher linda e nova com um cara feio ? ou pobre ? então tudo é relativo demais.

    Eu acho que é óbvio que o cara tem que se desenvolver em todas as áreas da vida para ter sucesso na vida e com as mulheres , mas não quer dizer que no meio desse processo ele não consiga fisgar alguns peixes graúdos perdidos por aí. Lembrem-se que tem mais mulheres que homens no mundo , e os bonitões não são maioria , sendo que grande parte deles são até viados.

    Então eu acho que o cara indo aos lugares certos , tendo um carro , se vestindo bem , shape é relativo. O Cara já consegue transar com muitas novinhas rs.

    Mas como eu falei , desenvolvimento pessoal nunca é demais e essa tinha que ser a filosofia de todo homem. Oque não pode é o cara virar um pobre diabo da vida e achar que só vai pegar mulher quando for forte e bombado aos 35 anos .. isso é sem noção.

    ResponderExcluir
  4. Outra coisa que vale ressaltar sobre mulheres novas e universitárias gostarem de caras bonitos. Na verdade existe um porém aí também.

    Porque um cara bonito que é pobre , anda de apé e trabalha no supermercado , ele vai conseguir sucesso só com as subs mesmo de 14 a 17 anos.

    Agora se o cara é bonito , é playboy , tem carro , tem um circulo social que dá a ele oportunidade de ter uma vida foda indo em vários lugares. É óbvio que esse cara vai ser alfa e vai pegar as novinhas que estão no auge que é dos 18 aos 23.

    Então velho , aparência importa sim , mas até um certo ponto , porque um cara andando de apé e andando dentro de um hilux , da uma diferença absuurrrda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá no texto:

      "há 3 fatores básicos que compõem o SMV masculino: looks, assets e game (aparência, grana e jogo sexual). Não vou perder tempo discorrendo sobre cada um, se não entender só pelas palavras, desista.

      Pois bem, o mais importante aqui é compreender que as mulheres têm prioridades diferentes para os fatores do SMV"

      Nada do que vc falou contraria o que foi dito no post ou na teoria do SMV. Nem podemos considerar sendo um "exemplo de exceção".

      Se tem mulher bonita/nova/etc que valoriza o jogo sexual basta o cara ser bom nisso (personalidade, circulo social etc) mesmo sendo feio e pobre para conquistá-la.

      Se a mulher valoriza grana, o cara sendo rico pobe ser feio que vai conseguir conquistar.

      Se a mulher valoriza beleza, mesmo sendo pobre o cara bonitão vai conquistá-la.

      O que não pode é ter a mente beta e não manjar nada do game.

      Investidor Concursado

      Excluir
  5. Olá Investidor Concursado,

    Esse é um assunto off-topic para mim, mas, acho que nos blogs a relação homem-mulher é problematizada demais, na verdade, acho que vocês deveriam agradecerem por sentirem a atração romântico-sexual certa, pelo sexo oposto, isso é sorte, poupa todos vocês das dores de cabeça, complexos, questionamentos e depressões que uma orientação não heterossexual traz.

    Esse é um assunto que abala muito a mente de uma pessoa, principalmente quando ela se torna egodistônica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas "dores de cabeça, complexos, questionamentos e depressões" são bem piores que qualquer fora levado de alguém.

      Excluir
    2. Entendo o que você quis dizer. Provavelmente não aceitar a própria orientação sexual deve ser bem complexo.

      Espero que não apague seu blog dessa vez kkkk

      Abraço!

      Investidor Concursado

      Excluir
  6. Muito bom! Já li o livro do Rolo e acompanho diversos canais no YouTube que divulgam sua filosofia... é um assunto bem polêmico e geralmente acaba com acusações de machismo quando é abordado. Mas tudo que ele fala é a mais pura verdade doa a quem doer, o pouco que escrevi sobre o assunto no meu blog foi mal interpretado por alguns leitores, inclusive homens para a minha surpresa. O feminismo se enraizou de tal forma que temo pelo futuro da nossa sociedade. Sugiro todos os homens lerem o quanto antes o livro Rational Male, principalmente antes de decidirem casar-se... vai poupar muita dor de cabeça e prejuízos financeiros.

    Obrigado por levantar essa bandeira!

    Sr.IF
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sr IF.

      Como disse acima, considero este um assunto de extrema importância que todos os homens devem conhecer, ao menos a título de curiosidade.

      Abraço e obrigado pela visita.

      Investidor Concursado

      Excluir
  7. Ótimo post!
    Um bom relacionamento não tem preço, um relacionamento ruim só tem prejuízo

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, ST. Sábias palavras! Show

      Investidor Concursado

      Excluir
  8. Gosto desse blog, pois o mindset de servidores é bem semelhante.
    Fiz engenharia, trabalhei com TI. Era um completo batata com mulheres. Flores, romântico, não sabia o que falar direito. Meu "game" era um lixo.
    Estudei igual o cão, passei para auditor fiscal. Com $$ em mãos, saí pro mundo. Primeiro, muitas putas. Nas primeiras vezes tremia igual vara verde. Lentamente, fui pegando o jeito de LIDAR com elas. Depois, comecei a sair com civis, no começo uma mais feinha que a outra, mas fui guerreiro. Paralelamente comecei a cuidar da aparência, musculação, procedimentos estéticos (tenho preenchimentos na cara inteira. Meu mento é totalmente artificial). Fiz viagens internacionais, juntei dinheiro e comprei um carro top. Faço Direito e me forço a aprender a lidar com gente.
    E continuei saindo com civis, que começaram a subir de level. Tem coisas difíceis de se explicar, mas acho que podem ser traduzidas realmente nesse conceito de "game": como falar, o que falar, quando falar, como lidar com elas. Tudo isso só se aprende na prática, não tem jeito. Acumulei uma experiência imensa nisso, e continuo acumulando (ainda perco diversas fodas por batatice), coisa que chads aprendem na adolescência.
    Tenho 31 anos. Comecei essa vida aos 26, quando passei. Não foi tarde. Nos últimos anos consegui transar com novinhas underage, coroas, M$ols apaixonadas, fiz ménages, casadas (uma com um PM - pqp que cagaço quando descobri), etc. Não caio mais em papo de vadias interesseiras (mas quase caí várias vezes no começo).
    Não foi fácil abandonar aquele mindset de beta, mas se você insiste, com $$ e persistência, é possível.

    ass: AFR

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bela trajetória. Passou pra AFR muito novo, imagina quanto patrimônio vai acumular até os 60 anos. Vai ser FIRE antes de pensar em aposentadoria.

      O game é isso que vc traduziu e muito mais, além de aspectos como sociabilidade, envolve a mentalidade do indivíduo, que é anterior a todos os outros fatores.

      Como disse, não adianta ser rico e bonito se for um batata (na terminologia que vc usou).

      Eu ainda preciso melhorar muito no quesito aparência, mas com pequenos ajustes tenho percebido o aumento do desejo feminino por mim (SMV), mesmo que eu nada faça por isso.

      Apenas cuidando da barba, do cabelo e usando umas roupas um pouco melhores, já notei uma melhora muito grande. Preciso investir na academia, e farei isso ainda esse semestre.

      Abraço e apareça sempre, AFR.

      P.s.: vc teria interesse em fazer um guest post com a sua trajetória para eu publicar no blog? Se sim, me contate por email:

      concursadoinvestidor@gmail.com

      Excluir

Seu comentário é bem-vindo e sua opinião será respeitada.

Para tanto, peço que respeite a mim e aos demais comentaristas, evite floodar e fazer qualquer tipo de comentário que possa prejudicar alguém.

Não me responsabilizo pelos comentários de terceiros.