terça-feira, 6 de novembro de 2018

Atualização patrimonial outubro/2018 R$ 108.722,77 (+9,83%)

Olá, companheiros de aportes. Mais uma atualização, este mês acho que deu bom para todo mundo que tem ações, praticamente tudo subiu com a euforia pós-eleição.




Ultrapassei novamente a "barreira" dos 100k, minhas ações valorizaram sozinhas quase 10k em relação à última atualização. Aportei somente R$ 2.000 mais uma vez, novamente influenciado por gastos inesperados, desta vez com o carro (sugador de dinheiro essa merda!).

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Atualização mensal setembro 2018 - R$ 98.040,20 (+1,55%)

Fala, colegas!

Mais um mês se passa e, para manter a tradição, é chegada a hora de mais uma atualização mensal.



Não acompanhei nada da Bolsa esse mês, fiquei ocupado com algumas coisas. Fato é que com certeza houve queda em alguns ativos, pois o patrimônio mais uma vez cresceu menos que o aporte, que este mês foi de módicos R$ 2.000.

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Como iniciar os estudos para concursos públicos - Introdução

Fala, pessoal. Prometi que faria alguns posts sobre como estudar para concursos desde quando iniciei este blog e procrastinei essa joça desde então. Agora vai!

Vou dividir em tantas partes quantas forem necessárias, então relaxa aí. Tentarei ser o mais didático possível nos posts, porém meu foco vai ser nos comentários, pretendo dar dicas com base nas dúvidas dos leitores e incorporar ao texto. Sim, vai ser tipo um "coati", só que grátis! 

Vamos lá! Primeiro falarei sobre as áreas dos concursos, antes de mais nada você precisa definir para qual delas pretende estudar e focar só nela.

Eu separo os concursos em 6 grandes áreas principais: administrativa, fiscal, saúde, TI, policial e jurídica. A minha experiência é com a área administrativa, mas creio que as dicas poderão ser aproveitadas, com as devidas adaptações, nas demais áreas também.

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

Este blog apoia Jair Bolsonaro

Olá, amigos.

Passando apenas para registrar que meu voto dia 7 de outubro é Bolsonaro 17.

#Bolsonaro17


Não acho o Bolsonaro o candidato ideal, nem mesmo o mais preparado. Porém, acredito que está na hora de tentar algo diferente. O Amoedo não tem chances, infelizmente. Espero que o Partido NOVO consiga eleger alguns deputados federais para que na próxima eleição eles tenham mais tempo de TV e possam participar dos debates.

Eu não sou um isentão. Estou de saco cheio dessa hegemonia da "esquerda" no poder há praticamente 20 anos (sério que pra você o PSDB é de "direita", seu animal?).

Se você não vota no Bolsonaro, respeito sua posição. Porém nem perca seu tempo tentando me convencer a não votar nele. Já estou decidido. Tudo que a mídia e os opositores falam dele eu estou careca de saber e não vejo motivos para mudar, pois esse papo de machista, homofóbico, racista, fascista não cola.

Cabe registrar que eu não acredito que o Bolsonaro vá vencer as eleições. Acho que ele deve ir para o segundo turno em primeiro lugar, com uma certa folga do segundo colocado, porém como ele tem uma grande rejeição (causada pela lavagem cerebral promovida na galera lacração), é mais provável que o outro candidato vença.

Assim, espero que o Alckmin vá para o segundo turno. Pelo menos vai ser interessante ver petista pedindo voto para o PSDB. 😂😂

Não sendo o Ciro ou o Haddad, já está de bom tamanho. Por fim, vale lembrar que o mais importante é cada um de nós evoluir como pessoas, nenhum Presidente vai resolver nossos problemas.

Abraço e fiquem com Deus.

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Atualização patrimonial agosto de 2018 - R$ 96.516,97 (+2,39%)

Fala, galera!

Considerando que no último post a maioria dos leitores se manifestaram no sentido de eu continuar com a atualização, segue a referente ao mês de agosto.


No meio do mês a Bolsa ensaiou uma recuperação, mas não passou do famoso "voo de galinha". Cenário aparentemente conturbado por causa das eleições, Lula na frente das pesquisas, seguido de perto pelo Bolsonaro. Segurei a queda com o aporte, que foi de R$ 3.500, totalmente direcionado à RF.

Foda ver o patrimônio crescer menos que o aporte, mas faz parte. Segue o baile.

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Atualização patrimonial julho de 2018 - R$ 94.210,05 (+4,34%)

Olá, companheiros de aportes!

Segue a atualização mensal referente ao mês de julho de 2018. Acho que esta será minha última atualização patrimonial, estou achando esse post muito sem graça e não contribui em nada com a comunidade. Vou falar mais disso adiante.

Voa, voa, aviãozinho...

Após uma leve recuperação da Bolsa, meu patrimônio surfou nessa onda e já ensaia beliscar os 100k novamente. Espero chegar nesse patamar até o final de setembro, nem que seja na base do aporte. kkk

sexta-feira, 6 de julho de 2018

Atualização patrimonial junho de 2018 - R$ 90.125,03 (+9,79%)

Olá, companheiros de aportes!

Mais uma atualização patrimonial, esta referente ao mês de junho do corrente ano.

Que milagre! Finalmente algum crescimento patrimonial.

Infelizmente, o crescimento patrimonial foi à base do aporte ( R$ 14.500). Todos os meus ativos de RV estão com preço abaixo da cotação da última atualização. Façam as contas, aportei quase 15k e o patrimônio só subiu 9k!!!

Foda-se, sigo aportando e confiante na estratégia. O que pode dar errado? Lascado e sem dinheiro eu já nasci mesmo, o que vier é lucro, vou ser rico ou morrerei tentando. E que o Bastter nos abençoe! kkk

segunda-feira, 2 de julho de 2018

Você está preparado para suportar a próxima crise na Bolsa de Valores?

Observando os últimos 3 ou 4 fechamentos mensais da finansfera, percebe-se que está havendo uma "leve" retração (uns chamam de correção) na rentabilidade da Renda Variável, após alguns meses de euforia generalizada onde tudo praticamente só subia.

A maioria dos blogueiros está, aparentemente, bem tranquila com relação a isso, eu incluso. No meu caso, eu nem calculo rentabilidade (tenho preguiça, já acho um saco fazer o fechamento - olhar cotação, atualizar planilha etc.).

Eu sou um frequentador assíduo do fórum do bastter, e por lá sempre vejo os consultores e o próprio bastter repetidamente questionando os usuários se eles aguentariam a a bolsa em queda por 6 ou mais anos consecutivos.

Na maior parte das vezes, a resposta do simpático e amigável bastter é que o sardinha em questão vai vender tudo no fundo em pânico.

Então eu comecei a me indagar sobre isso. Será que eu realmente estou preparado para a próxima crise prolongada, ou venderei tudo no fundo em pânico, conforme profetizado pelo cachorrão? É uma questão muito mais complicada do que parece.

Eu invisto há pouco tempo, e em renda variável por um ano e alguns meses, ações e FII's representam aproximadamente 50% do meu patrimônio. Eu não me considero uma pessoa mentalmente fraca, desesperada. Pelo contrário, sou muito "de boas".

terça-feira, 5 de junho de 2018

Atualização mensal maio de 2018 - R$ 81.304,76 (-2,90%)

Olá!

Chegada a hora de mais uma atualização mensal.

A pobreza é o meu destino?

Mais uma queda no patrimônio, mesmo com aporte, que foi de apenas R$ 1.500, bem inferior ao normal. Completei um lote de KROT3, e o resto fui de Tesouro Selic, visando a rebalancear a carteira em 50% RF.

Mais um mês com praticamente todos os ativos de renda variável em queda livre, a greve dos caminhoneiros e a alta do dólar devem ser o motivo, vai saber.

terça-feira, 29 de maio de 2018

É contraditório um servidor público ser liberal?

Observa-se que na finansfera há muitos servidores públicos, eu incluso, ou postulantes à "teta governamental". O que chama atenção é que vários desses servidores públicos têm um viés "liberal" em relação à economia.

Em outras palavras, resumidamente, acreditam que o Estado é ineficiente e que a iniciativa privada é, via de regra, a melhor solução para o atendimento das demandas da população.

Segundo a definição da boa e velha wikipédia:
O liberalismo econômico é uma ideologia baseada na organização da economia em linhas individualistas, o que significa que o maior número possível de decisões econômicas são tomadas por indivíduos e não por instituições ou organizações coletivas.