terça-feira, 17 de abril de 2018

Não é uma vida ruim, apenas um momento difícil

Todos nós passamos por inúmeras dificuldades ao longo das nossas vidas. Às vezes, os problemas nos sufocam e parece que não teremos força para superá-los.

São problemas dos mais variados. Desemprego, doenças, fatalidades com entes queridos, solidão, medos, ou simplesmente azar. Quando estamos nesses momentos, parece que não há solução, nosso destino é sofrer. Fomos selecionados por alguma força maligna do Universo para pagar pelos pecados que nem sequer cometemos.

É importante lembrar que tudo passa. Amanhã o sol vai nascer novamente. Mais ainda: você superou todos os piores dias da sua vida até aqui. Você está fazendo um bom trabalho, não desista, não desanime.



Não posso dizer que sou um exemplo de sucesso em nenhum aspecto da minha vida, mas quando lembro de tudo que passei para chegar até aqui, me sinto confiante para continuar a jornada, a despeito das novas dificuldades que virão.

Eu já fui um retirante na cidade grande. Sabe aquele cara que chega com uma mala nas costas em busca de alguma coisa? Pois é, já fui ele.

Quase isso kkk

Há uns 10 anos, saí de uma pequena cidade no interior de um Estado pobre do Brasil para tentar a vida na cidade grande. Quando eu dizia que pretendia estudar para concursos, meus parentes locais faziam aquela cara de cu descrença. Fiquei alguns meses procurando emprego e estudando.

O emprego não vinha, muito menos a aprovação. A pequena reserva, acumulada no meu subemprego de meio salário mínimo, já havia se esgotado. Então me vi numa situação que não conhecia, contar os centavos para comprar pão, pagar passagem para ir panfletar currículos, pagar aluguel etc..

Nossa, quando penso nessa época dá uma vontade imensa de chorar, como eu fazia à época. Lembro quando sobravam uns trocados e eu comprava uns cigarros do paraguai e um corote de pinga e ia afogar as mágoas, ouvindo uns raps (Racionais - Negro drama; O Rappa - Meu mundo é o barro; e outras). kkkk

Imagem incrivelmente ilustrativa da minha pindaíba há uma década

Eu chorava no banho toda vez que voltava de uma entrevista de emprego e percebia que era tudo um teatro, cartas marcadas. Ou quando me dava conta de que era o mais inexperiente dos pretendentes.

Claro, eu não tinha nada a oferecer. Egresso do ensino médio em uma escola pública fodida, sem curso, sem experiência, sem nada.

Minha única salvação seria passar num concurso mesmo. Após alguns meses, arrumei um (sub)emprego. Nossa, que alívio, as coisas estavam se ajeitando. Já dava até pra beber uma cerveja barata de vez em quando - usava o VR para isso.

Eis que num belo dia, um colega de serviço me pergunta qual nota eu havia tirado num concurso que tinha feito. Quando disse a nota, ele não acreditou, pois, segundo ele, essa seria de alguém (muito bem) aprovado, dentro das vagas. Eu ignorei e segui fazendo meu trabalho.

No dia seguinte, fui à Lan House (computador em casa era coisa de burguês safado, eu tinha mal TV) dar uma conferida no resultado do tal concurso.

PASSEI. PUTA MERDA. PASSEI DENTRO DAS VAGAS. PUTA QUE PARIU. NÃO BRINCA COMIGO. TÔ OLHANDO ALGUMA COISA ERRADA. CARALHO!!!

Minha reação vendo meu nome entre os aprovados no DOU

Eu fiquei atônito. O mundo parou, sério. Eu fiquei cego, paralisado por uns 10 minutos. Eu havia conseguido. Eu acreditava no meu potencial, mas nem nos meus melhores sonhos seria assim tão "fácil". Digo fácil com o olhar da época, pois hoje eu vejo o quanto sofri, o quanto me esforcei.

Estava tão acostumado com a derrota, com a dificuldade, que a vitória parecia algo muito distante, estava me deixando contaminar pelas pessoas que diziam que era impossível sair de uma escola pública de um estado fodido e passar em concurso federal sem vários anos de estudo e cursinhos caros.

MEUZOVO!

Eu resumi muito a história para preservar o anonimato e evitar coitadismo, coisa que eu detesto e abomino com todas as minhas poucas forças, mas aconteceram muitas merdas nesse intervalo.

Com essa conversa toda eu quero dizer que é preciso acreditar nos seus objetivos. É preciso se dedicar. O resultado será proporcional ao esforço, tenha fé em si mesmo, tenha consciência da sua capacidade.

Ninguém é responsável pelo seu sucesso ou fracasso. Pare de culpar seus pais. Pare de culpar o governo. Pare de culpar o feminismo, o machismo, o racismo. Responsabilize-se pela sua felicidade.

A felicidade é a proporção inversa de dependência de eventos externos ao indivíduo. Quanto mais você depende dos outros, em qualquer aspecto, mais triste você será.

Ninguém te deve nada, se você quer alguma coisa, vá lá e conquiste, nada vai cair no seu colo. Quer um emprego melhor? Seja um empregado melhor. Quer um concurso melhor? Seja um estudante melhor.

Quer uma vida melhor? VIVA MELHOR.


31 comentários:

  1. Lições de vida valiosas. Muito difícil conseguir coisas de mão beijada na vida, é necessário muita luta para chegar lá. Que bom ver que um dia vc pagou o preço e chegou onde gostaria, boa sorte no que vier pela frente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, BP. Obrigado pelas palavras e concordo contigo. Abraço!

      Excluir
  2. Incrível sua história, CI! Meus parabéns!

    Qual era seu método de estudo na época? E de que anos estamos falando?

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala, MIN. Obrigado.

      Nessa época eu não tinha método algum. Comprei uma apostila na banca de revistas e devorara o conteúdo.

      Só depois de tomar posse no primeiro cargo (salário de uns R$ 1,600 líquidos, isso no início desta década) fui começar a seguir uma metodologia, comprei livros, assinei sites de questões etc.

      Para meu último cargo, fiz basicamente o que detalhei naquele post no blog do Sr Bufunfa (mandei o link lá no seu blog, lembra?).

      Abraço!

      Excluir
  3. ótima história, mas depois rolou mais concursos ? ou está no mesmo até então ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, SP. Obrigado.

      Sim, esta história é do primeiro concurso no qual fui aprovado (no início desta década). Depois disso já passei em vários outros (acho que uns 5 ou 6) até chegar no atual.

      Abraço.

      Excluir
  4. Que virada e vida cara, parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Excelente historia de vida e de sucesso, é a prova que todos nós podemos ter uma vida melhor basta nos dedicarmos mais e trabalharmos mais para conseguir os nossos objetivos.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, DIL. Concordo plenamente contigo.

      Abraço!

      Excluir
  6. Olá IC,

    Parabéns pelas conquistas. Também já passei por isso também. O que não podemos é ficar por aí chorando e não procurar jeito para crescer.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Cowboy. Nossas histórias são um pouco parecidas mesmo, viemos do interior coisa e tal.

      Concordo contigo, temos que ir atrás dos objetivos, não ficar perdendo tempo choramingando as dificuldades da vida.

      Abraço!

      Excluir
  7. Parabéns Concursado!

    Muitos em sua situação se contentariam com uma vida ruim e colocariam a culpa no governo ou qualquer outro ser oculto. Você assumiu a responsabilidade e fez acontecer, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Ministro. Eu jamais me contentaria com aquela situação em que estava, aquilo não era vida. Infelizmente é o caminho percorrido pela grande maioria.

      Abraços!

      Excluir
  8. Arrepiante meu caro! Parabéns!

    Como diz o Rocky Balboa, não importa o quanto você bata, mas sim, o quanto aguenta apanhar...

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Inglês.

      Este diálogo do Rocky com o seu filho é muito inspirador. Com certeza, um dos melhores do cinema.

      "O mundo não é um grande arco iris, é um lugar sujo e cruel que não quer saber o quanto você é durão, vai colocar você de joelhos e você ficará de joelhos para sempre se você deixar. Você, eu, ninguém vai bater tão duro quanto a vida, mas não se trata de bater duro, se trata de quanto você aguenta apanhar e seguir em frente, o quanto você é capaz de tentar e continuar tentando! É assim que se consegue vencer!"

      Abraços!

      Excluir
  9. Fala Concursado.. Acabei de ler todos os seus Posts aqui no Blogs , aliás bem legais

    Mas um deles me chamou um pouco a atenção quando voce fala sobre a crise dos 30 , Solidão, Mulheres , medo de não achar " Alguém".

    Tudo bem que sou bem mais novo que voce e não seria a pessoa ideal a ter algum conselho e se conselho fosse bom não seria de graça.

    mas digo uma coisa cara.. Faça academia , tente ter um pouco mais dedicação nessa área da sua vida e voce verá mudanças significativas em todos os aspectos , principalmente com as mulheres , voce terá mais confiança e auto estima também , acho que voce sabe oque eu estou falando.

    Não sei se voce ja o leu , mas darei a minha dica de Leitura pra voce , " A Inacreditavel vida de Arnold Schwznegger " Livro sensacional , estou terminando de ler ele . Ele retrata muito bem no livro a importancia dos exercicios fisícos.

    ResponderExcluir
  10. Veja também " The Perfect Pshique" na Netflix , documentario sensacional , sobre como o exercicio fisíco mudou a vida dos caras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala, FdC. Beleza?

      Acho que está falando sobre este comentário na atualização de dezembro:

      "Vendo os amigos namorando e casando, confesso que senti uma certa solidão por alguns períodos, dizem que é a crise dos 30 que se aproximam, às vezes fico com receio de me tornar um extremista como alguns membros da finansfera sobre as mulheres... porém ainda tenho a ilusão esperança de que (re)aparecerá uma companheira que goste de mim e valha a pena meu esforço."

      Talvez não fui claro, mas estava falando sobre ver os amigos casados e eu solteiro. Não tenho dificuldades de encontrar parceiras (inclusive tenho uma quase fixa, nos vemos sempre, ela quer namorar, estou empurrando com a barriga). O problema é que fui me tornando seletivo e não aceito premiar uma qualquer que se entregou a muitos machos enquanto eu estava ralando atrás dos meus objetivos, entende?

      Desses meus amigos, alguns fizeram exatamente isso, premiaram vadias. Creio que sentir solidão sendo o único solteiro numa roda de amigos seja normal, mas nem por isso vou me entregar à primeira que aparecer. Rsrs

      Quanto à academia, vc está coberto de razão, esta é uma área da minha vida em déficit, preciso priorizar.

      Vou assistir ao documentário recomendado. O livro do Arnold já está na fila de espera.

      Agradeço as palavras, abraço!

      Excluir
    2. Caramba, IC! Você retratou meu pensamento em relação mulheres, penso exatamente assim!!! Não me desce ser o bilhete premiado dessas mulheres (comuns hoje em dia), e olha que nem cheguei nem 5% de onde eu quero chegar.
      O que eu penso pra quando eu melhorar de vida é frequentar outros lugares, viajar, desenvolver atividades que eu não posso por não ter grana, e consequentemente conhecer novas pessoas.
      Com certeza, tem muitas mulheres "incomuns" por aí, nós que ainda não desbloqueamos esse nível no jogo da vida.
      Abraço.

      Excluir
    3. Fala, Anon. Gostei dessa do bilhete premiado, vou adotar a partir de agora.

      Então, a grande questão é essa, eu sei o quanto me esforcei para ter o pouco que tenho, não vou entregar conforto de mão beijada a uma qualquer. Eu acredito que existem muitas (muitas mesmo) mulheres bacanas por aí, talvez ainda não "desbloqueamos esse nível no jogo da vida", como vc pontuou, não sei.

      Tem muito céu nesse mundo. Abraço e obrigado pela visita.

      Excluir
  11. Olá Concursado Investidor.

    Aqui é aquele cara que tinha um blog (Futvenc) mas desisti pois não tinha mais nada para contar. Minha vida ê muito dificil, triste e complicada, mas aos poucos está melhorando. Não conto detalhes para depois alguém vir e dizer que estou me vitimizando, me fazendo de coitado.

    Digo para mim mesmo que, se sofro muito agora, é por que no futuro serei muito feliz. Sou um completo idiota. Sou feio, pobre, mas não sei nada sobre esportes, sou um fracasso completo em todos eles. Não sei futebol, nem de bicicleta sei andar mais. Não sei sobre muita coisa sobre carros e motos pois ninguém me ensinou, não tive um pai que me ensinasse isso, dificilmente brinquei na rua.

    Eu não tenho muitas referências culturais pois nunca gostei nem entendi de animes, nem assisti muitos filmes de super herói e outras coisas. Quase não joguei videogame. Vocês que sabem tudo isso podem dizer que é besteira, mas me dá uma tremenda vontade de chorar (e as vezes choro) quando você é excluído e isolado de uma conversa, de um convivio, de uma aula de educação física quando você não sabe sobre isso.

    Tenho sérias dúvidas em relação à minha orientação sexual, embora acho que tenho certeza de que sou algo que jamais queria ser e é a cereja do bolo para tanta desgraça em minha vida. Meu maior sonho é ter uma família, e se for isso mesmo...Olha só o tanto de desfalque que tenho, não sei como ainda estou vivo, se eu for pai um dia não vou ter nada de legal para ensinar para meus filhos. Sou certo demais, pretendo não beber nem fumar, não acho saudável. Me sinto um estranho até no meus gostos musicais, gosto mais de músicas antigas. Tenho depressão e basta pensar em tudo isso para que piore.

    Tenho muitos planos para o futuro, queria reconstruir minha vida do 0. Não vou ter saudades nenhuma da minha infância e adolescência. Não tem nada de bom nesses momentos que eu vivi. Eu acredito piamente nisso. Queria me mudar para outro estado, fico até pesquisando como fazer isso através dos estudos.

    Eu tenho uma lista de objetivos que queria realizar com o tempo, bem simples e intímos, nunca vou divulgar pois tenho vergonha pois tem uns que qualquer um sabe.

    Espero que seja apenas um momento muito ruim em minha vida, mas vai melhorar, basta eu querer e lutar...Senti vontade de desabafar isso aqui pois não tenho ninguém para fazer isso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Futuro Vencedor. Que pena que apagou seu blog, eu gostava das suas postagens e estava na torcida para que seus planos se concretizassem.

      Cara, como eu falei no post, por vezes as dificuldades da vida nos sufocam, parece que não conseguimos respirar. Toda angústia que você sente eu e muitos outros já sentimos. O x da questão é definir se você vai se entregar ou vai lutar com todas as forças e armas à disposição.

      Percebe-se que você não é burro, escreve bem e tem planos realizáveis. Não desanime, lute até o último segundo. Tudo que você afirma não saber fazer (e que provavelmente lhe faz falta) é coisa simples, basta um pouco de dedicação e pesquisa na internet.

      Quanto à sua orientação sexual, não se incomode com isso. Você é muito jovem para ter tantos complexos. Seja autêntico consigo mesmo, sua felicidade só depende de você. Seja feliz por você, não pelos outros.

      Vá com calma, vá superando cada obstáculo por vez, melhore um pouquinho a cada dia, não tente revolucionar sua vida do dia pra noite, você tem o tempo como aliado.

      Abraço e apareça sempre, camarada!

      Excluir
    2. Obrigado por responder, Concursado Investidor. Talvez em um outro momento eu volte com um blog, agora não tem como, não tenho nada pra contar em um blog.

      Eu criei ele com a intenção de alguém que estiver muito triste e sem esperanças na internet encontrá-lo, ver, que apesar de todas as dificuldades você pode se arriscar a sonhar e tentar, e também como um diário.

      Essas coisas me fazem muita falta. Como disse, quem sabe acha muito legal, agora eu...,
      Fazem você ser alvo de piadinhas, estranhamentos e isolamento. Tambem me acho novo demais para ter tantos fardos. Agora está começando a melhorar. Mas é muito difícil.

      Eu não desisti dos meus planos e sonhos. Não estava conseguindo explaná-los bem no blog e não queria contar coisas pela metade, talvez muito blogueiro grande não iria perder tempo lendo o blog de um "sonhador".

      Sem falar que aqui na blogosfera, tudo gira em torno de mulheres, carros, bebidas, baladas, pegação...Eu não posso falar sobre isso por que não sei nada sobre eles, é uma parte difícil da minha vida. E outra, como eu vou ter um blog aqui se eu não sou investidor?

      Além disso não soube mexer muito no layout, colocar imagens, organizar as postagens. Meu blog tava muito ruim de ler.

      Sempre que aparecer postagens de assuntos que me interessem eu pretendo comentar.

      Abraço!

      Excluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. excelente relato. tb não acreditei quando passei.
      passou direto para o atual?

      agora é só felicidade.

      parabéns pelo esforço e cuidado com a alimentação.

      abs!

      Excluir
    2. Valeu, ST.

      No relato eu conto a história da primeira aprovação, a que considero mais difícil. Depois desta já passei em alguns outros (uns 5) até chegar ao atual.

      Obrigado!

      Excluir
  13. Pois é Investidor Concursado,aqui é o futvenc, depois de pensar bem decidi reativar o blog com uma nova roupagem.

    Está mais bonito e interessante de ler - esse eu não quero desativar.

    thefuturewinner.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Bela mensagem, principalmente para os mais jovens que estão passando por momentos de dificuldade.

    ResponderExcluir

Seu comentário é bem-vindo e sua opinião será respeitada.

Para tanto, peço que respeite a mim e aos demais comentaristas, evite floodar e fazer qualquer tipo de comentário que possa prejudicar alguém.

Não me responsabilizo pelos comentários de terceiros.