sábado, 3 de março de 2018

Acompanhamento das metas - fev/2018

A partir deste mês, farei o acompanhamento das metas em um post específico, pois a atualização patrimonial estava ficando muito grande e perdendo o foco ($).

Em fevereiro, além do carnaval, tive muitos compromissos familiares (questão de saúde, mas nada grave), fatos que acabaram comprometendo algumas metas. Fiz o possível, mas nem sempre as coisas saem conforme o planejado, segue o baile.

1. Atividades físicas


Falhei miseravelmente, além da preguiça pré e pós carnaval, os compromissos familiares me tiraram o ânimo de ir à academia ou mesmo de fazer atividades em casa. Em março provavelmente não me dedicarei como gostaria, mas a partir de abril pretendo criar vergonha na cara.


2. Aportar 54k 



Mais um mês com aporte acima do previsto. Os gastos com a viagem de carnaval foram menores que o esperado, reverti 1k empenhados para o aporte. Até o momento, atingi 22,78% da meta. 


3. Ler 30 livros


Também derrapei na leitura. Só li um livro inteiro e parei dois pela metade. Um devo finalizar este mês, o outro desisti. Comprei vários livros que estavam na fila, espero ler pelo menos 3 este mês.

Lidos em janeiro: 4
Lidos em fevereiro: 1

Atingi 16,6% da meta.


4. Fazer curso de inglês presencial


O curso não abriu turmas para o meu nível até agora. Já estou para desistir e procurar outro, ou pesquisar os cursos online. A grande questão é que pensei em fazer o curso também como uma forma de socialização, ando muito recluso em casa e preciso ver gente (mulheres, especialmente =]).


5. Beber menos


Meta atingida. Só bebi no carnaval. Inclusive, desde o dia 13 (terça de carnaval) não bebo, nem aos finais de semana. Já nem sinto vontade, creio que foi uma ótima decisão diminuir na marvada, estava exagerando. 

Pretendo seguir controlado no consumo do álcool, buscando uma melhor qualidade de vida. Só falta eu aprender a socializar sem o efeito do xarope de milho da Ambev. Preciso buscar lazeres alternativos que não envolvam encher a cara.
___


Por enquanto é isso. Como andam as metas de vocês para 2018? Já fizeram uma análise ou já desistiram? Conte aí nos comentários.

Abraço e até a próxima atualização.

12 comentários:

  1. Carnaval no Brasil é o momento de dar uma derrapada. Você certamente não está sozinho nessa..ehehe

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, porém não me agrada estar na mesma lista que a maioria dos chimpas brasileiros...

      Excluir
  2. Excelente iniciativa de publicar as metas aqui no blog, gera mais comprometimento o que vai fazer com que voce alcance as metas mais rápido.

    Abraço e sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é a intenção, DIL. Gerar comprometimento através da "fiscalização" dos leitores.

      Abraço!

      Excluir
  3. Minha meta de 2018 é passar num concurso para o Judiciário, depois eu vejo como vai ficar...hahahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótima meta, basta se dedicar aos estudos que alcançará esse objetivo.

      Importante não desistir caso não consiga passar em 2018. O foco deve ser estudar ATÉ passar.

      Excluir
  4. Excelente post. Gosto do seu blog pois, como você, também sou servidor. Identifico-me com várias passagens do seu blog.
    Atividade física não tem jeito. Ou a gente bota como prioridade, ou então fica de lado. Também falhei em fevereiro, problemas com minha avó idosa.
    Os aportes aí seguem firme, que bacana. A economia da breja pode acelerar isso haha.
    Academia, aliás, também é um ótimo lugar para socializar e conhecer mulheres (Eu malho numa academia diferente da minha namorada, mas não é por causa disso não haha).
    Uma das minhas metas de 2018 é investir 50% da minha renda. Audacioso Sim, mas possível.
    Abraço aí e força!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala, Filipe. Bem-vindo ao meu blog.

      Verdade, é preciso fazer atividade física, independentemente de motivação ou vontade. Preciso transformar isso em hábito.

      Pretendo aportar todos os meses, ainda que não consiga valor significativo algum mês. Eu só bebia cerveja barata (antarctica), não faz diferença significativa no aporte, mas claro que qualquer R$200 a mais ajuda.

      Sua meta é bem ousada, mas não é surreal. Pretendo ficar nos 40% pelo menos (em 2017 cheguei a 39%).

      Abraço e volte sempre, colega.

      Excluir
  5. Confrade, infelizmente o alcool é um otimizador da preguiça.

    Eu tava bebendo muito. Decidi entrar em abstinência há duas semanas.

    Nâo sei se volto a beber col moderação ou largo de vez.

    Ja fiquei uns 3 anos sem beber uma época, coisa de uns 8 anos atrás.

    Força e sucesso nas metas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente, Stone. Quando bebo não tenho ânimo de fazer mais nada, apenas beber mais.

      Creio que não consigo ficar sem beber de vez, pois tenho dificuldade de socialização enquanto sóbrio (algo que preciso melhorar, eu reconheço).

      Obrigado e volte sempre. Sucesso pra vc tbm.

      Excluir
  6. Excelente nível de aportes! Se mantiver esses valores não terá dificuldades em alcançar a Independência Financeira. Uma das maiores armadilhas para nós servidores públicos é acharmos que a estabilidade é garantia de um futuro tranquilo e então gastar todo o salário do mês.

    Em relação ao inglês, dependendo do seu nível fazer inglês presencial é grande perda de tempo. O maior benefício do curso presencial é praticar speaking, pois reading, listening e writing acho mais rápido estudar sozinho.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, RE.
      Pretendo manter o nível de aporte na faixa dos 40% por pelo menos mais uns 2 anos, na fase inicial de acumulação.

      Após isso, pretendo ir com mais calma, porém mantendo a regularidade e reaplicando os dividendos. Meu foco é longo prazo.

      Essa armadilha é perigosa mesmo e, infelizmente, muitos colegas caem igual patos...

      Concordo com relação ao inglês, cursos online são opções mais baratas e , muitas vezes, mais eficazes. Pretendo fazer presencial para socializar e fortalecer o listening e o conversation, minhas maiores falhas. Tenho um reading aceitável, consigo compreender boa parte dos textos em inglês.

      Abraço e volte sempre. Não conhecia seu blog, vou dar uma passada lá.

      Excluir

Seu comentário é bem-vindo e sua opinião será respeitada.

Para tanto, peço que respeite a mim e aos demais comentaristas, evite floodar e fazer qualquer tipo de comentário que possa prejudicar alguém.

Não me responsabilizo pelos comentários de terceiros.